19/08/2010

Fogos florestais 2010



Fotos obtidas de jornais nas últimas semanas.
Realidades dramáticas resultantes de atitudes desleixadas e criminosas.
Que adjectivos atribuir a governantes e autarcas que não levaram a cabo medidas preventivas que tivessem minorado estas tragédias?
Ver também imagens em Taião-Valença e Beleza demoníaca.

3 comentários:

J.Ferreira disse...

Imagens destas nunca são demais.
Quem dera que fossem as últimas.
Quando haverá coragem para acabar com tudo isto?
Os interesses são muitos, as florestas aguentarão?
Abraço do
JF

A. João Soares disse...

Amigo José Ferreira,

Não podemos viver sem árvores, a não ser que adoptemos um regime de vida como os tuaregues, no deserto do Sarah.

Para acabar com isto não bastam as iniciativas individuais, como querem fazer crer o PR e o MAI. Ambos mostram muita falta de conhecimento da vida nas áreas florestais do interior. Vivi 17 anos na zona do pinhal e tenho conhecimento prático, até porque toda a vida me senti ligado ao terreno, por motivos profissionais.

Os políticos dizem baboseiras, para não dizer que mentem descaradamente.

À pergunta da Sãozita direi que tem que ser o Governo e as autarquias a coordenar as medidas de prevenção e de combate aos fogos. Se for deixado à iniciativa privada basta um pequeno pinhal não ser limpo para tornar inútil o trabalho dos outros. Um particular não pode construir acessos para carros de bombeiros ao cimo de uma serra, porque não pode entrar na propriedade dos outros.

Além disso, há o custo da limpeza e do transporte dos resíduos (mato e ramagens) para uma central de biomassa.

Mas é certo que os políticos na sua ignorância, na submissão aos grandes interesses do capital, na preguiça mental, na vontade de não criarem inimizades a eleitores simpatizantes, não querem accionar tais tarefas, a não ser que o povo os pressione e se disponha a fazer
-lhes um tratamento dentário do género do que foi tentado no Berlusconi, ou foi feito no Rei D. Carlos.

Os fogos, como mostram as imagens, é uma calamidade quem justifica qualquer tipo de violência contra os que por malvadez, incúria ou negligência, deram aso às ocorrências. Nunca devemos esquecer que os políticos só actuam quando forem submetidos a pressão do povo.

Abraços
João
Do Miradouro

Fernanda disse...

Amigo João!

Já tinha lido este seu post mas não comentado.

Sabe muito bem, que não podia estar mais de acordo com tudo o que nos diz na sua resposta ao comentário prévio.

Se não se tomarem medidas efectivas e ao mais alto nível...
Se o próprio Estado dá péssimos exemplos, gravíssimos a todos os níveis; como não proceder à limpeza das suas áreas imensas de floresta, entre muitas outras coisas em que se demite, ignora, não faz cumprir as suas próprias leis...
voltaremos ao mesmo ou pior ainda, uma vez que as condições climatéricas tendem a piorar.
Tudo indica que teremos sim, que os adaptar e aprender a viver como os tuaregues!!!

Beijinhos