22/02/2010

Vejam lá se adivinham onde foi o amigo Pedro Morgado!







Fotos do amigo Pedro Morgado. Direitos reservados, respeito-os.
Fernanda Ferreira (Ná)

5 comentários:

Fernanda disse...

Olá amigos visitantes!

Vou esperar até que descubram :)
Até lá nada direi!

Beijos


PS.

Pedro Morgado, podes comentar à vontade, dar pistas, mas não dizes nada:)))

A. João Soares disse...

Querida Ná,

Esta é só para entendidos!!!
Mas vou brincar um pouco. Pelos óculos e o nariz, pode muito bem ser numa praia muito concorrida da Nova Zelândia, um pouco a Oeste de Wellington.
Pela flor vermelha que não é a rosa de que fala noutro post, mas é bonita, pode ser aqui no jardim em que se encontra o Museu Condes Castro Guimarães.

A fotografia da praia, cactos e um candeeiro tipicamente lisboeta pode bem ser numa estância turística um pouco a Sul de Tróia na margem esquerda da foz do rio Sado.

A fotografia dos dromedários faz logo pensar no ponto de encontro da Calçada da Estrela com a rua de S. Bento e da Av D. Carlos. Há por ali gado deste e de outras espécies, mas não há areia, nem mar. Aqui rendo-me com a minha total ignorância!!!
Mas a última a contar do fim mostra o Puerto Castillo, que dada a tendência poliglota do nosso povo bem pode ser no Alllgarve !!! Até lhe ponho mais um l em homenagem ao ministro do anterior Governo que só pôs dois!!! All Garve

Depois desta brincadeira, aqui vai a resposta: isto passa-se em Fuerteventura, Islas Canárias, Espanha.

Beijos
João

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Fez-me rir com os seus considerandos sobretudo na parte que refere os camelos.

Não digo nada, até porque alguém mais pode querer atirar com outra sugestão.
Veremos no fim!!!
beijinhos

J.Ferreira disse...

Olá!

Sabes que ainda não tinha visto estas fotos do Pedro Morgado?
Parabéns, estão óptimas, o que não me espanta nada. Quem é bom, faz boas fotos em todo o lado.
Parabéns!

Um beijo para a autora do post.
José Ferreira

A. João Soares disse...

A T E N Ç Ã O

AS IMAGENS QUE DESAPARECERAM NOS POSTS DESTA COLABORADORA DEVEM-SE, PROVAVELMENTE, A UM «LAPSO» DELA.
Pedimos paciência aos amigos visitantes.

Cumprimentos
João