26/11/2010

UNIVERSO


Que tamanho tem o universo?
O universo tem o tamanho do seu mundo.
Que tamanho tem o meu mundo?
Tem o tamanho dos seus sonhos.
Augusto Cury

5 comentários:

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

Muito obrigado por nos trazer este tema.
A viagem em que nos levou neste longo passeio assente em parte na ciência dos humanos e também em sonhos, conjecturas.
Quem estará por lá? como serão física e intelectualmente?
Fala-se de extraterrestres. Sobre eles podem fazer-se imensas perguntas para as quais ainda não temos resposta. E algum dia as teremos?
Sugiro uma visita ao post
ET. Um desafio e congeminações
e deixar lá ou aqui as congeminações sobre as interrogações lá colocadas. Mas muitas outras podem ser expostas. Nunca é demais pensarmos no que será o universo que nos cerca.

Beijos
João
Do Mirante

Fernanda Rocha Mesquita disse...

Que tamanho tem o nosso mundo? ate' onde nos levam os nossos pensamentos, sonhos e accoes.
o universo e' esplenderosos

Fê-blue bird disse...

Atendendo ao pedido do amigo João, na minha modesta opinião acho que haverá algures no universo vida, não como a que conhecemos, mas vida com outras formas e com outros conhecimentos.
Não sei é se algum dia iremos interagir com elas e tenho receio se isso acontecer.
Um tema que talvez num dia com mais tempo possa alargar, pois é um assunto fascinante.

Beijinhos aos dois

A. João Soares disse...

Amiga Fê,

A darmos crédito às variadas notícias de fontes fiáveis sobre a existência de OVNIs (Objectos Voadores Não Identificados), teremos que acreditar que existe vida noutros pontos do espaço. E sendo assim, ela será diferente da que conhecemos, talvez partículas pensantes, que não necessitam de alimentação, o que lhes permite fazer viagens de longa duração, ciência incomparável com os nossos rudimentos, energia que possibilita viagens ao nosso planeta e manobrar sob a forte força da gravidade, etc

Com tal estado de conhecimento e de capacidades, nada podemos recear do contacto com eles, tal como os vermes da floresta nada receiam do homem, a não ser quando o picam e lhe causam doença.

Mas o cão que normalmente é amigo do homem teme o homem desconfiado e é agressivo para ele com medo de ser atacado por ele. Caímos na ideia d pensador José Gil que diz que as relações funcionam sob duas bermas, o Amor e o medo. Este leva à necessidade de defesa e à agressividade. Amor, confiança, colaboração, compreensão, bom entendimento, são sentimentos que fazem milagres em favor da Paz.

Beijos
João
Só imagens

caminhante disse...

e os nossos sonhos têm a imensidão do universo!!!!